quarta-feira, 8 de junho de 2011

Estradas e Bandeiras: PMDB e Fundação Ulysses vão a Petrolina

Eliseu Padilha, Raupp e Lossio na coletiva em Petrolina
Petrolina (PE) – Em mais uma etapa do programa Estradas e Bandeiras: Rumo as Municípios 2012, o PMDB e a Fundação Ulysses Guimarães nacionais chegaram a Petrolina, no estado de Pernambuco. Ao iniciar o encontro, o presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), ressaltou que “visitar a cidade de Petrolina era um sonho antigo. 

Uma cidade incrível com uma capacidade exportadora reconhecida em outros países. Tivemos a oportunidade de visitar os programas inovadores implantados pelo prefeito Júlio Lossio, que estão humanizando o atendimento à população. Um desses projetos é o Nova Semente, que atende crianças de 0 a 6 anos. Fui prefeito duas vezes e depois governador. Lossio nos relatou sobre as dificuldades no início de mandato, o que é muito natural, faz parte do processo democrático”. 

Raupp também explicou o principal objetivo do encontro: “nosso foco é o pleito de 2012. A Fundação Ulysses e o PMDB estão preparando seus quadros para enfrentar as batalhas eleitorais do próximo ano. Essa preparação não perde o foco das eleições de 2014. No plano nacional, temos uma aliança sólida com o governo da presidente Dilma Rousseff. No entanto, nossa aspiração é fortalecer o partido e ter nomes preparados para disputar a Presidência da República”. 

Em seu pronunciamento, o presidente da Fundação Ulysses, Eliseu Padilha, também destacou o trabalho desenvolvido pelo prefeito Júlio Lóssio na cidade de Petrolina. “Já fui prefeito e ex-ministro em dois governos, conheço intimamente esse país. Com minha vasta experiência na administração pública sinto-me seguro para afirmar que o projeto Nova Semente, desenvolvido pelo prefeito Júlio é um programa singular e revolucionário, que deve servir de modelo para outras gestões municipais”, elogiou. 

Na avaliação de Padilha, o Nova Semente, cumpre um papel de assistência social e de instrução. “O mais interessante é que a prefeitura é a gestora indireta do projeto. A participação da comunidade é fundamental para o sucesso do programa”, disse. Durante a coletiva que reuniu os principais veículos de comunicação do estado, Padilha lembrou os problemas enfrentados pelas gestões municipais. 

“O grande problema da administração pública diz respeito ao esforço que prefeitos e governadores precisam fazer para acomodar interesses de grupos que muitas vezes se contrapõem a tudo aquilo que o prefeito deseja realizar”, ponderou. Sobre o papel da Fundação Ulysses Guimarães, Eliseu Padilha destacou que, além de preparar os novos quadros do PMDB, a FUG deverá selecionar experiências gerenciais que sejam progressistas, de amplo interesse da comunidade. 

“Hoje pretendemos reunir o partido no estado para disputar as eleições de 2012. Todos os candidatos farão curso de preparação de candidatos, desenvolvido pela UnB e pela UFRS. A Fundação tem essa função de intermediar entre a ideologia partidária e as ações do partido em prol da comunidade”, afirmou . Em resposta aos jornalistas que questionaram a união do partido no estado, Padilha esclareceu que os peemedebistas nunca esquecem de que o PMDB é governo, já que temos ainda Michel Temer, na vice-presidência da República. A unanimidade interna da legenda nunca foi abalada”, ressaltou.

Fonte: pmdb.org
08/06/2011


Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE:

COMPARTILHE: